2º FÓRUM SOBRE INVESTIMENTOS EM INFRA-ESTRUTURAS EM ÁFRICA em Luanda, dias 29 e 30 de Abril, COM APOIO AEAULP

nova pagina
29 e 30 de Abril
2015
A cidade de Luanda, em Angola, vai acolher o 2.º Fórum sobre Investimentos em Infra-Estruturas Urbanas em África, nos dias 29 e 30 de abril.
A 2.ª edição do Fórum Sobre Investimentos em Infra-Estruturas Urbanas em África surge como uma excelente plataforma para reforçar, encontrar soluções e responder ao alerta dado pelas Nações Unidas, de que as populações urbanas do continente Africano vão aumentar em cerca de 50% até 2030 e que poderá existir a necessidade de construção de novas cidades.
A organização é da responsabilidade da Revista African Business e da IC Events em parceria com a CGLU-A-Cidades e Governos Locais Unidos de África e com o apoio do Governo de Angola.
São esperados mais de 350 convidados, estando já confirmadas as presenças, como oradores, dos ministros angolanos do Urbanismo e Habitação, Economia e dos Transportes, os Secretários de Estado da Habitação e da Construção, o diretor do Programa “African Center for Cities”, o Secretário-Geral das Cidades e Governos Locais Unidos de Africa (UCLG-A) e a CEO da Agência Nacional de Investimento Privado (ANIP).
No decorrer do Fórum, os representantes terão acesso ao 1.º número da revista “African Cities\Cidades Africanas”. A revista, publicada em três línguas (Português, Inglês e Francês), terá o foco exclusivo para o desenvolvimento das infraestruturas em Angola. A publicação será distribuída não só em África mas também no resto do mundo, incluindo os países de expressão de língua portuguesa como Portugal, Brasil, Moçambique e Cabo Verde.
A noite de 30 de abril será marcada pelo Jantar de Gala da cerimónia de entrega do "Prémio José Eduardo dos Santos para Presidentes de Câmara, Governadores, Administradores Municipais e Equiparados". A noite contará com a presença do Presidente da República de Angola.
Este prémio tem como objetivo destacar o trabalho dos líderes locais que atuaram de forma exemplar, no campo da chefia e visão estratégica; integraram nas suas medidas de ação um pensamento inovador, capacidade de gestão e consciência social; foram capazes de fomentar o crescimento económico e desenvolvimento da sua cidade e país e ainda impulsionadores de relações entre comunidades de diferentes contextos culturais e sociais.
As cidades poderão concorrer ao Prémio José Eduardo dos Santos e as candidaturas deverão ser feitas até ao dia 5 de abril de 2015.

Mais informações no site da organização